O Pestana Hotel Group inaugurou a sua 13ª unidade na região algarvia, o Pestana Algarve Race Hotel & Resort, localizado entre a serra algarvia e a zona costeira (a 10 minutos das praias do Alvor) em pleno complexo do Autódromo Internacional do Algarve. A cerimónia contou com a presença do Primeiro Ministro, António Costa e de Dionísio Pestana, Presidente do Pestana Hotel Group, do Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, da Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, da Presidente da Câmara Municipal de Portimão, Isilda Gomes e do CEO do Pestana Hotel Group, José Theotónio. “O Grupo Pestana na Madeira e depois de vários investimentos naquela região escolheu o Algarve para fazer o seu primeiro investimento fora da ilha. A abertura do Pestana Algarve Race Hotel & Resort é mais um exemplo da nossa aposta permanente na região e há cerca de um ano inaugurámos o Pestana Alvor South Beach e em Maio deste ano abrimos as portas de um renovado Pestana Alvor Praia e de um novo restaurante na Praia do Alvor, o SeaDeck”, referiu Jose Theotónio CEO do Pestana Hotel Group.
A mais recente unidade do Grupo inclui um hotel com 75 quartos e 96 apartamentos totalmente equipados e que se encontram divididos em T1 e T2, decorados com um estilo sóbrio e moderno inspirados nos grandes momentos da história do desporto automóvel. Localizado apenas a 10 minutos de distância da praia, a unidade inclui para além das duas piscinas exteriores e do health club e Magic Spa com piscina interior aquecida, sauna, banho turco e massagens. O hotel conta com salão de jogos (snooker e ténis de mesa), lavandaria, room service e estacionamento e disponibiliza ainda um shuttle durante os meses de Verão. Racetrack, karting, off road tracks, BTT trails, Horseback Riding, Vineyard Tours, Geocaching Point e Hiling Trails são algumas das atividades que o Pestana Algarve Race proporciona aos seus hóspedes. Está ainda disponível um bar para lanches diários e bebidas, um bar na piscina (sazonal) e um restaurante que serve almoços e jantares e que pode ainda ser utilizado para eventos.
O Pestana Hotel Group conta já com 13 unidades hoteleiras no Algarve sendo esta a segunda abertura deste ano, nesta região. De salientar que o Grupo reinaugurou em Maio o Pestana Alvor Praia, após uma remodelação de 6,5 milhões de Euros e o restaurante SeaDeck com 500 mil euros e inaugurou há um ano o Pestana Alvor South Beach, com um investimento que rondou os oito milhões de Euros.

O Município de São Brás de Alportel assinalou o Dia Mundial do Turismo, celebrado a 27 de setembro, com um balanço muito positivo dos cinco anos de atividade do Ponto de Informação Turística Municipal, a funcionar no Centro de Artes e Ofícios, no coração do Centro Histórico do concelho. Em 2015, o ponto de informação turística já tinha apresentado excelentes resultados, face ao ano anterior, mas, em 2016, os números de atendimentos na estrutura de apoio ao turista voltam a superar as expetativas, registando no período de janeiro a julho quase o mesmo do que em todo o ano de 2015. Os meses de julho e agosto continuam a ser os preferidos dos visitantes, mas em São Brás de Alportel a época alta prolonga-se para além dos meses de verão. Em março, abril e maio deste ano, o Ponto de Informação Turística registou um número de atendimentos similar aos meses de julho e agosto de 2015, sendo que o valor mais do que duplicou.
Assumindo-se cada vez mais como um destino turístico de referência na região, São Brás de Alportel ocupa atualmente um lugar de excelência no Algarve ao nível do turismo cultural, de natureza e de saúde, dadas as caraterísticas únicas de um concelho que estando localizado no coração do sotavento algarvio, prima pela qualidade de vida, pela tranquilidade e pelos bons ares da Serra do Caldeirão, estando a 15 minutos da praia, do aeroporto internacional e da capital de distrito. A diversidade e qualidade da oferta de serviços nas mais diversas áreas, aliada à cultural local proximidade e à valiosa riqueza do património histórico e natural e à autenticidade das suas gentes e dos locais são atrativos que explicam a cada maior procura turística do concelho, que integra a Rede Mundial de «Cittaslow», certificado de bem-estar e de qualidade de vida.
Aos bons resultados das visitas no Ponto de Informação Turística soma-se a acentuada evolução do número de alojamentos no concelho. Atualmente, o município conta com 38 espaços de Alojamento Local e três de Turismo em Espaço Rural, num total de 160 quartos com capacidade para 343 pessoas, onde é unânime o registo de uma elevada taxa de ocupação. Quem visita São Brás de Alportel procura um turismo de qualidade e muitas vezes um destino privilegiado não apenas para visitar mas para viver com qualidade de vida e bem-estar. Prova disso é o aumento crescente de casos de turismo residencial, sobretudo por parte de cidadãos de nacionalidade estrangeira que escolhem o concelho são-brasense para desfrutar de uma vida com mais qualidade, num lugar pleno em natureza, tranquilidade e com uma gastronomia saudável. 
Com 18 anos de existência e uma nova diretora artística – a flautista Ana Figueiras, de 2 a 30 de outubro, o Encontro de Música Antiga de Loulé «Francisco Rosado» leva às igrejas do Concelho de Loulé uma programação de excelência que traz ao Algarve os melhores solistas e grupos que pretendem divulgar repertório situado entre a Idade Média e finais do século XVIII, tendo sempre presente a preocupação com interpretações historicamente informadas, tanto a nível da música vocal como da instrumental. O programa desta edição integra, mais uma vez, uma componente pedagógica, de forma a criar um público atento e esclarecido, apreciador de um género musical.
No arranque do evento, a 2 de outubro, a Igreja de Nossa Senhora da Assunção, em Querença, recebe o músico sevilhano Emilio Villalba com o concerto «Secretos Medievales /El sonido olvidado». Segredos esquecidos do artesanato musical medieval ganham vida neste espetáculo composto por peças musicais de cariz andalusí até refinadas composições de trovadores da Europa central.
A 8 de outubro, o Ensemble de Flautas de Loulé, do Conservatório de Música de Loulé, junta-se ao Ensemble Pictórico, da Escola de Música do Conservatório Nacional, para um concerto de música vocal e instrumental do Período Barroco, que terá lugar na Igreja de S. Sebastião, em Boliqueime. O repertório passará por nomes de realce como Claudio Monteverdi, Henri Purcell e G.F. Handël, entre outros grandes compositores do Barroco inicial e tardio.
O Artemandoline Baroque Ensemble leva à Igreja de Nossa Senhora da Assunção, em Alte, no dia 16 de outubro, «Le monde des salons». A música puramente instrumental para bandolim alcançou um alto grau de perfeição no século XVIII. O ambiente requintado dos salões intelectuais e mansões deu uma nova direção artística à música do tempo, revolucionando o gosto e a sensibilidade de um público mais vasto. É esta a proposta do grupo para este Encontro. «O Espelho Quebrado» é o nome do espetáculo que Arte Mínima, projeto dirigido por Pedro Sousa Silva, irá apresentar na Igreja de S. Lourenço, em Almancil, a 22 de outubro. Trata-se de um concerto de flauta em trio com canto e alaúde – repertório para alaúde e voz.
O trio «Os Músicos do Tejo» apresenta um concerto com dois cravos e uma flauta de bisel, numa viagem musical imperdível que acontece a 23 de outubro, na Igreja de S. Francisco, em Loulé. A obra-prima do ilustre compositor Johann Sebastian Bach, composta no fim de sua vida, deixa-nos perplexos pela sua perfeição e pelos enigmas musicais do seu legado. 270 anos mais tarde, o agrupamento brasileiro «Quinta Essentia» apresenta na Igreja Matriz de Loulé esta grande obra em instrumentos históricos. É no dia 29 de outubro.
O último concerto do XVIII Encontro de Música Antiga de Loulé acontece na Igreja de Nossa Senhora da Conceição, em Quarteira, a 30 de outubro, com o Grupo de Música Antiga 1500. Esta formação vocal e instrumental dedicada à interpretação da música antiga traz o concerto «Do Divino e o Mundano», uma peregrinação sonora do século XIII ao XVI. O seu repertório compreende desde a música composta nos séculos centrais e finais da Idade Média, até à música do Renascimento e primeiro Barroco, tomando como referência o ano de 1500, que dá nome ao grupo.
Recorde-se que, durantes estes anos, uma cuidadosa escolha de Francisco Rosado, diretor artístico dos Encontros, falecido em setembro de 2015 e que foi o grande mentor deste evento desde a sua génese, tem permitido ao Município de Loulé receber importantes grupos de Portugal, Espanha, Itália, França, Bélgica, Holanda, entre outros, aliando um programa complementar de atividades pedagógicas com diversos workshops e masterclasses. Nesse sentido, a Autarquia de Loulé irá, de novo, prestar homenagem ao homem que elevou o nome deste evento, passando agora a designar-se por Encontro de Música Antiga de Loulé «Francisco Rosado».
Paralelamente aos concertos, o programa deste Encontro integra também iniciativas pedagógicas dirigidas não só a quem exerce a sua atividade na área da música mas também ao público em geral interessado nestas matérias. No fim de semana de 15 e 16 de outubro, das 10h às 13h e das 15h às 18h, o Conservatório de Música de Loulé recebe o Workshop de Manutenção de Flautas, por Julie Dean. Esta é uma das poucas professoras no Reino Unido a lecionar o Método Suzuki para flauta de bisel. Dirige ainda uma loja online, através da qual realiza reparações e manutenções de flautas, e vai estar em Loulé a falar sobre a sua experiência nesta área.
Pedro Sousa Silva apresenta a 23 de outubro, a partir das 10h, na Sala Polivalente do Museu Municipal de Loulé, o Seminário sobre «Ornamentação Barroca». Doutorado em Música pela Universidade de Aveiro, com uma tese que discute a interação entre teoria e prática na interpretação de música do Renascimento, como flautista, é frequentemente convidado nos mais diversos contextos em vários países da Europa. Presentemente tem dedicado especial atenção aos seus projetos «A Imagem da Melancolia, Arte Minima e Mi contra Fá». É professor adjunto na Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo (Porto), integra o centro de investigação CESEM da Universidade Nova de Lisboa e tem dedicado grande atenção ao imenso reportório inédito contido nas fontes portuguesas dos séculos XVI e XVII.
Finalmente, no dia 30 de outubro, Renata Pereira será a responsável pela Masterclass de Flauta de Bisel, que acontece das 10h às 13h e das 15h às 18h, no Conservatório de Música de Loulé. Graduada em Flauta de Bisel, pela Escola de Música de Belas Artes do Paraná, enquanto docente usa o Método Suzuki, sendo fundadora. Como solista foi premiada em concursos destacando. Desde 2006 é flautista e fundadora do «Quinta Essentia». 

Em março deste ano, a Câmara Municipal avançou com um projeto que pretende deixar a vila de Castro Marim mais florida e afetiva. A iniciativa pretende também consolidar-se como atrativo turístico, rentabilizando outros marcos e pontos de interesse históricos da vila castromarinense.
Os trabalhos, que começaram na Rua Bernardino Sousa Carvalho, foram agora concluídos na zona do Cercado Poço da Ordem e vão estender-se a outras ruas da vila, onde foi efetuado o abate de árvores, cujas raízes estavam a provocar danos nos passeios e habitações dos moradores. Desta vez foram plantadas glicínias, que deverão trepar sobre plataformas em ferro construídas para o efeito. “Fomos ao encontro da vontade dos moradores e, simultaneamente, tornamos as ruas da vila turisticamente mais atrativas”, referiu o presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Francisco Amaral. 



Os semáforos do concelho de Olhão estão a ser alvo de requalificação, modernização, manutenção e assistência técnica. Os objetivos desta intervenção passam, sobretudo, pelo aumento da fiabilidade do funcionamento da iluminação de tráfego, com o consequente acréscimo da segurança para peões e veículos, e a redução dos consumos energéticos inerentes a estes equipamentos.
Serão intervencionados os semáforos de Moncarapacho e, na cidade de Olhão, da Avenida da República, junto ao Tribunal e junto aos Bombeiros, da Variante de acesso à Zona Industrial e do cruzamento da Estrada Nacional 125 com a Rua 18 de Junho. Os trabalhos incidirão na substituição das lâmpadas incandescentes por módulos LED, na instalação de avisadores acústicos, na revisão das ligações elétricas, na limpeza interior e isolamento dos armários de comando e no alinhamento de colunas e semáforos.
A empreitada agora adjudicada, no valor de cerca de 36 mil euros, contempla ainda a manutenção destes equipamentos por um período de três anos. Com a introdução da nova tecnologia LED, o Município estima poupar aproximadamente 75 por cento em relação aos atuais equipamentos, que consomem anualmente cerca de 45 mil euros.



O Concelho de Loulé, um dos municípios em toda a Europa onde as atividades turísticas têm maior relevância, celebrou, a 27 de setembro, o Dia Mundial do Turismo. Depois de um fim de semana dedicado ao Turismo Criativo, com a realização de «O Desassossego dos Arcos», a Autarquia de Loulé não deixou passar em claro esta efeméride e deu mais uma vez as boas-vindas aos turistas que neste dia visitaram o Concelho, com a oferta de bolos e licores regionais em todos os postos de informação turística locais.
Procurado ao longo de todo o ano por turistas vindos de todas as partes do mundo, Loulé é hoje uma referência em termos da excelência do turismo. A este facto não é alheia a notoriedade de Vilamoura, uma das estâncias turísticas de maior prestígio nacional e internacional, que adquiriu fama pelo seu status, atrativos naturais, as praias de extensos areais e pela existência de estruturas de apoio de elevada qualidade, nomeadamente a marina, o casino e é claro, os campos de golfe. À semelhança do que acontece com Vale do Lobo ou Quinta do Lago.
Também a cidade de Quarteira contribuiu em grande medida para a dinâmica do turismo concelhio, sendo um dos principais destinos de férias dos portugueses, enquanto que a sede do Concelho – Loulé – tem vindo a assumir-se como uma cidade diferenciadora, sobretudo pelos eventos que acolhe (Festival MED, Carnaval, Noite Branca, entre outros). Nos últimos anos, a Câmara Municipal de Loulé tem feito uma forte aposta em aproximar o litoral da serra e criar condições para que se desenvolva o turismo de interior. As típicas aldeias de um Algarve serrano, como Querença, Alte ou Ameixial são dois exemplos ilustrativos do potencial turístico existente nestes locais.

O município de Vila Real de Santo António organiza, entre os dias 3 e 7 de outubro, a Semana do Idoso, assinalando desta forma o Dia Internacional da Pessoa Idosa, celebrado a 1 de outubro e instituído em 1991 pela Organização das Nações Unidas (ONU). A iniciativa tem lugar nas Casas do Avô de Monte Gordo e de Vila Real de Santo António e contempla atividades dirigidas não só aos utentes, mas também aos familiares, como sessões de esclarecimento, animação musical e exposições de trabalhos manuais.
A Semana do Idoso tem início no dia 3 de outubro, às 14h30, na Casa do Avô de Monte Gordo, com o espetáculo do grupo de dança espanhola «Pasión Flamenca». Simultaneamente, será efetuada a entrega de uma oferta a cada um dos utentes. Já nos dias 4 e 6 de outubro têm lugar rastreios de saúde (tensão arterial, colesterol e glicémia) em Monte Gordo e Vila Real de Santo António, respetivamente, entre as 9h e as 13h.
O evento prossegue no dia 7, às 17h30, com uma sessão sobre cuidados na terceira idade, dirigida a cuidadores e familiares, onde, entre outros temas, serão abordadas as questões da demência em idosos. O dia encerra com a entrega de um manual do cuidador aos familiares dos «avós», a que se seguirá um momento de convívio.
A equipa Xdream/Município de São Brás de Alportel/Moto Clube de Faro conquistou o 1.º lugar na Taça de Portugal de Downhill, que terminou este fim de semana na Madeira. Foi a quinta vitória da equipa no maior campeonato nacional da modalidade.
O triunfo da equipa são-brasense representa o culminar de uma época de trabalho intensivo e muita dedicação. Uma vitória «renhida», nas palavras dos atletas, uma vez que, na última prova da Taça, realizada na Madeira, nos dias 24 e 25 de setembro, a equipa marcou presença com apenas quatro elementos, o que resultou num empate em pontos. O número de vitórias foi decisivo para atribuir o primeiro lugar à equipa algarvia.
A equipa de Downhill Moto Clube de Faro/Xdream /Município de São Brás de Alportel foi a grande vencedora em três das oito categorias em competição - Masters 50, com José Salgueiro, Masters 40 com Rui Cruz e o prémio de melhor equipa da época. Em competição ao longo da época de 2016 estiveram 24 equipas federadas, representadas num total superior a 300 atletas.
Já a preparar a próxima época, a nível desportivo e organizacional, a equipa MCF/Xdream/Município de São Brás de Alportel espera que este novo título, alcançado pelo quinto ano consecutivo, seja um incentivo para os atuais patrocinadores  continuarem a apoiar o projeto e também um atrativo para o aparecimento de novos apoios. Agora, a equipa prepara-se para manter os bons resultados nos próximos desafios: a Taça de Portugal e o Campeonato Nacional de Enduro.
No próximo dia 2 de outubro, o Castelo de Paderne abre portas para acolher, a partir das 14h, «A Fortaleza da Fé», uma recriação da antiga romaria de Nossa Senhora do Castelo. Com organização, produção e realização da Sociedade Musical e Recreio de Paderne, o evento pretende contribuir para a valorização do património local, das tradições e crenças da população de Paderne e da sua relação com o monumento, proporcionando também a visita ao monumento pelo público em geral.
A recriação da Romaria de Nossa Senhora do Castelo apresenta três momentos distintos: procissão com início junto às muralhas do Castelo de Paderne às 14h; missa cantada e tocada na Ermida de Nossa Senhora da Assunção, no interior do Castelo e concerto pela Banda Filarmónica seguida de beberete. A iniciativa, que também comemora o Dia Mundial da Música (1 de outubro), contará com as atuações da Bandinha Popular, Saxy-Band, Grupo Coral e Banda Filarmónica.
Com o apoio da Câmara Municipal de Albufeira e da Junta de Freguesia de Paderne, «A Fortaleza da Fé» decorre no âmbito do programa da Direção Regional de Cultura do Algarve DiVaM 2016 - «O Espírito do Lugar», desenvolvido em parceria com agentes culturais da região.

A Câmara Municipal de Lagoa, ciente do efeito que medidas tendentes a criar condições de melhor eficiência energética – tanto numa intervenção no sistema de iluminação pública e dos edifícios municipais, como na construção de Centrais Fotovoltaicas para produção de energia própria – virão contribuir para uma progressiva melhoria do ambiente e da qualidade de vida, reduzindo substancialmente os custos da utilização de energia convencional, investiu 437 mil euros durante o ano de 2016, na reformulação das duas áreas de consumo e na criação de fontes próprias de energia.
Na substituição de iluminação pública existente por tecnologia LED foram investidos 62 mil e 264,12 euros (+ IVA), na Rua 25 de Abril e Rua Vasco da Gama (36 luminárias), Rua 1.º de Maio e travessas adjacentes (70 luminárias), em Ferragudo e na Rua de João de Azevedo Lobo (5 luminárias) e Largo do Convento de S. José (7 luminárias), em Lagoa. Em curso e a concluir até ao final de 2016, no montante previsto de 79 mil e 17,26 euros (+ IVA), está a requalificação da iluminação pública da Rampa da Senhora da Encarnação e Estrada do Farol, em Carvoeiro (49 luminárias) e da rede de iluminação pública na Rua da Liberdade, Largo 5 de Outubro, Rua Bombeiros Voluntários de Lagoa, Rua Mouzinho de Albuquerque, Rua Coronel Figueiredo, Rua Dr. João Grade Cabrita Santos, Rua Luis de Camões e Rua Machados Santos, em Lagoa (98 luminárias).
Em edifícios Municipais foram investidos 26 mil e 771,60 euros (+ IVA) na substituição da iluminação desportiva com lâmpadas de descarga por projetores LED no Pavilhão Municipal, em Lagoa. Em curso e a concluir até ao final de 2016, e orçamentada em 22 mil 780,24 euros (+ IVA), está a substituição da iluminação existente na plateia do Auditório Municipal, de iodetos metálicos, por equipamentos com tecnologia LED.
Paralelamente, está em curso a construção de Centrais Fotovoltaicas para produção de energia elétrica a partir de fontes renováveis, na cobertura de vários edifícios municipais, a concluir até ao final de 2016, no montante previsto de 246 mil e 123,68 euros (+ IVA):
– Unidade de Pequena Produção na Escola Básica do 1.º Ciclo de Lagoa;
– Unidade de Pequena Produção no Auditório Municipal;
– Unidade de Produção em Autoconsumo no edifício das Piscinas Municipais;
– Unidade de Produção em Autoconsumo no edifício da central de águas da Cerca da Lapa.
Em todos os procedimentos onde se verifica a construção de nova iluminação pública estão a ser considerados equipamentos com tecnologia LED, cujas vantagens são longa vida útil, manutenção do fluxo luminoso, elevada eficácia luminosa, sustentabilidade, menor tempo de acendimento, ausência de radiação de infravermelhos ou ultra violeta e melhor qualidade de cor. Prevê-se a requalificação de cerca de 500 luminárias por ano – substituição das lâmpadas de vapor de sódio e vapor de mercúrio por Tecnologia LED – a partir do ano de 2017, inclusive, do total das cerca de 12 mil e 500 existentes no concelho de Lagoa.



O Cine-Teatro Louletano apresenta, no dia 3 de outubro, pelas 21h30, um concerto extra com Miguel Araújo, isto após ter esgotado rapidamente o concerto marcado para o dia 4 de outubro, fruto do grande entusiasmo e adesão de público. O público desfrutará de um concerto intimista, envolvente e (originalmente) participativo, em formato acústico, com um dos melhores fabricantes de canções da nova geração que o país viu surgir nos últimos anos.
Miguel Araújo é já considerado hoje um dos grandes nomes da música portuguesa, destacando-se como compositor, letrista, cantor e músico, sendo bem-sucedido em cada uma destas vertentes que compõe a sua multifacetada e eclética carreira. São já muitas as canções da sua autoria, interpretadas por si e por outros (Azeitonas, dos quais faz parte, António Zambujo, Ana Moura, Carminho, etc.), que fazem parte do espólio das grandes músicas populares portuguesas dos últimos anos: «Os maridos das outras», «Quem és tu miúda», «Anda comigo ver os aviões», «Ray-dee-oh», «Reader’s Digest», «O que é feito dela?», «O Pica do 7», «E tu gostavas de mim», «Ventura» ou «Fado dançado», entre muitas outras.
Membro fundador, guitarrista e compositor dos Azeitonas, Miguel Araújo tem três álbuns a solo, editados entre 2012 e 2015, e várias nomeações para prémios, destacando-se o galardão de Globo de Ouro de «Melhor Canção do Ano», em 2015, para o tema «Pica do 7», cujo intérprete, António Zambujo, o partilhou com o autor, num gesto que marcou o evento. Mais recentemente, entre fevereiro e março deste ano, num fenómeno nunca visto em Portugal, Miguel Araújo e António Zambujo esgotaram por 17 vezes os Coliseus de Lisboa e do Porto, estando previstos mais oito concertos em setembro e outubro.

No âmbito da Semana Europeia da Mobilidade (de 16 a 22 de setembro), a Autarquia de Loulé promoveu um conjunto de atividades que tiveram por objetivo sensibilizar a população, sobretudo as escolas, para a necessidade de mudança de hábitos relacionadas com a mobilidade, nomeadamente alternativas ao uso do automóvel, assegurando, assim, um ambiente mais agradável e saudável.
Subordinado à temática «Mobilidade Inteligente. Economia Forte», o programa arrancou com o «PARK(ing) Day – Ocupa do teu lugar na cidade», no dia 16 de setembro, na Avenida José da Costa Mealha. Tratou-se de uma mostra alargada e demonstração de diversos produtos/serviços relacionados com os temas da mobilidade inteligente, modo de vida saudáveis, eficiência energética, energias limpas, reutilização de materiais, sustentabilidade ambiental, etc, sendo para o efeito disponibilizados espaços nas zonas de habitual estacionamento de veículos no dia-a-dia.
No dia 21, o auditório da Escola Secundária de Loulé acolheu o Seminário «Mobilidade Urbana – Loulé Adapta», que teve como ponto alto a adesão formal do Município de Loulé ao Movimento «Compromisso pela Bicicleta». Pretende-se, assim, colocar na agenda pública o tema da bicicleta nas suas múltiplas dimensões, alinhar os esforços dos vários parceiros (governo, autarquias, universidades, empresas do sector, empresas em geral, organizações da sociedade civil) e tirar partido das competências existentes em Portugal no seio do tecido institucional, universitário, empresarial e cívico visando, entre outros objetivo, o de aumentar em 10 por cento a quota da bicicleta (atualmente representa 0,5% do total das deslocações casa-trabalho/escola), reduzir na mesma percentagem o número de deslocações em veículo individual (neste momento constituem 60 por cento do total das deslocações casa-trabalho/escola), incentivar a aquisição de bicicletas e estimular a produção nacional, estimular estilos de vida saudáveis e combater a obesidade ou reduzir as emissões e a dependência energética dos combustíveis fósseis.
A adesão do Município de Loulé a este movimento insere-se numa política de sustentabilidade e preocupação com as questões ambientais que tem sido assumida pelo executivo, nomeadamente através de projetos como o ClimAdaPT e elaboração de uma Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas. “Para que todas estas medidas sejam tomadas, é preciso que haja vontade política e o Município de Loulé tem essa vontade política. Estou de tal maneira confiante de que o caminho é este que encaro este desfio de frente”, considerou o presidente Vítor Aleixo. Além da Câmara Municipal de Loulé, assinaram também este documento outras entidades do Concelho – Loulé Concelho Global, Inframoura, Infralobo, Infraquinta, Escola Secundária de Loulé, Agrupamentos de Escolas Eng.º Duarte Pacheco, Padre Cabanita, Quarteira e Almancil e os clubes e associações de BTT
Esta Semana encerrou no dia 22 de setembro – Dia Europeu sem Carros, com a Praça da República a estar encerrada ao trânsito motorizado entre as 8h e as 16h. Ali tiveram lugar diversas iniciativas de carácter ambiental, direcionadas para o público em geral e em especial para o público escolar, que contaram com a participação de cerca de 200 alunos da EB1 Mãe Soberana, EB1 Hortas de St. António, EB1 n.º 3 e 4 de Loulé e de utentes da Associação UNIR. Nestas atividades marcaram presença a Guarda Nacional Republicana, no âmbito da Escola Segura, com um Peddy Paper de sensibilização numa vertente inspiradora em ruas seguras, educação para a cidadania rodoviária, bem como uma mobilidade sustentável.
De forma a incentivar para a prática saudável de exercício físico, o programa contou com a presença da Associação CrossLift Algarve. O comércio local do Concelho aderiu igualmente às iniciativas, através do projeto designado por Duas Rodas, com uma exposição de bicicletas a pedal, incentivando e promovendo as deslocações sustentáveis e a boa forma. Os participantes puderam experienciar uma outra forma de deslocação sem emissões poluentes com máquinas Segway, do Algarvebysegway. Foi ainda disponibilizado pela Câmara de Loulé um circuito insuflável com obstáculos, numa dinâmica arrojada ao incentivo do exercício físico. Esteve também presente a Biblioteca Municipal, com uma interpretação de uma história relativa à temática da Mobilidade Sustentável, a qual ajudou na transmissão da mensagem alusiva à temática anual da Semana Europeia da Mobilidade 2016.
O Programa Pastoral da Diocese do Algarve para 2016/2017 será apresentado e lançado no próximo dia 1 de outubro, na Assembleia Diocesana, que terá lugar, a partir das 9h, no Centro Pastoral de Pêra. A jornada contará com a apresentação da conferência «Fátima, janela de esperança para o mundo de hoje», apresentada pela irmã Ângela Coelho, vice-postuladora da causa de canonização da irmã Lúcia. Além do clero, o encontro destina-se a representantes das paróquias, enviados pelos respetivos párocos, comunidades religiosas (a totalidade dos seus membros), todos os membros do Conselho Pastoral da Diocese do Algarve; responsáveis e equipas dos vários departamentos, secretariados e sectores dos Serviços Diocesanos de Pastoral e representantes de todos os movimentos e obras laicais.
Este será o quinto e último ano do Programa Pastoral projetado de 2012 a 2017, que em 2016/2017 se inspirará no exemplo de Maria, sendo marcado pelo Centenário das Aparições de Fátima e apoiado pelas propostas do santuário mariano em ordem a essa celebração. Tal acontecerá sem descurar as propostas gerais operativas que vêm desde 2012/2013, bem como as resultantes do estudo alargado e participado sobre a exortação apostólica do papa Francisco «Evangelii Gaudium» (A Alegria do Evangelho), dos apelos que a visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima deixou em 2015 e da envolvência do Ano da Misericórdia em curso.
Para a ação pastoral a desenvolver em 2016/2017 são apresentadas, entre outras, as seguintes sugestões: promoção de formação a realizar através do CEFLA – Centro de Estudos e Formação de Leigos do Algarve; instituição do Centro Diocesano do Catecumenado de Adultos; continuação do investimento na formação dos catequistas; promoção de um conhecimento mais aprofundado sobre a «espiritualidade de Fátima», de forma a entender Maria no mistério de Cristo e da Igreja, a perceber a especificidade da mensagem de Fátima e a purificar/fundamentar a devoção e o culto mariano (tendo em conta que 43 das 81 paróquias do Algarve são «marianas» [têm Nossa Senhora como padroeira] e a organização de uma peregrinação diocesana ao santuário da Mãe Soberana; finalmente, a celebração do Dia da Igreja Diocesana (3 de junho de 2017) como convergência do caminho percorrido.

A NAU Hotels & Resorts inaugurou, oficialmente, no dia 26 de setembro, o empreendimento turístico Salema Beach Village, uma nova unidade que beneficiou de um investimento de cerca de cinco milhões de euros na sua conclusão, permitindo criar uma oferta distintiva no Algarve. O Salema Beach Village goza de uma localização única, situando-se na encosta em frente à Praia da Salema, em Vila do Bispo, Algarve, recentemente distinguida pelo jornal The Guardian como a 15ª Melhor Praia do Mundo.
Enquadrado em pleno Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, aposta na qualidade e na comunhão com a sua envolvente, integrando 114 moradias V2 e V3, dispostas ao longo de uma colina, virada a sul, com um gentil declive que permite proporcionar deslumbrantes vistas de mar. O Salema Beach Village aposta no mercado turístico nacional e internacional, oferecendo a comodidade dos serviços prestados pela NAU Hotels & Resorts, onde se incluem piscinas de adultos e de crianças, um pool bar, wifi gratuito em todas as moradias e áreas comuns, serviço sazonal de shuttle para a praia e múltiplas atividades a realizar nas imediações, entre as quais golfe, surf, birdwatching, trekking ou passeios de barco e a cavalo.
“A diferenciação no sector do turismo é fundamental para a captação de turistas, pelo que a NAU Hotels & Resorts tem vindo a apostar em projetos distintivos que fortalecem a oferta turística do País e contribuem para o desenvolvimento do sector. O Salema Beach Village, pela sua localização e características únicas, aliadas ao serviço de qualidade que caracteriza a NAU Hotels & Resorts, representa uma nova âncora para o turismo algarvio e permite potenciar as características naturais únicas do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina”, afirmou Pedro de Almeida, presidente do Conselho de Administração da NAU Hotels & Resorts. Por sua vez, Mário Ferreira, CEO da NAU Hotels & Resorts, indicou: “O Salema Beach Village vem diversificar a nossa proposta no Algarve e está a captar o interesse tanto do mercado nacional como internacional, revelando uma aceitação muito interessante na Europa, nomeadamente no mercado inglês, espanhol, francês, alemão, holandês, irlandês e americano”.
O Salema Beach Village integra moradias V2 e V3 que proporcionam todo o conforto e privacidade, com a Praia da Salema a cerca de 500 metros. As 114 moradias, disponíveis em regime de self catering, caracterizam-se pela amplitude dos espaços e conforto, pela decoração de linhas modernas, simples e confortáveis e pelas varandas e terraços generosos, permitindo a entrada de luz natural. Equipadas com todas as comodidades para alojar famílias ou grupos de amigos, o empreendimento conta ainda com piscina exterior e snack-bar de apoio. Todas as moradias possuem jardim e terraço e conferem a privacidade e espaço para umas férias em família ou com amigos.

Estrategicamente situado em plena Serra de Monchique, o Macdonald Monchique Resort & SPA é perfeito para quem quer praticar golfe nos campos de Lagos, Silves, ou Vilamoura, entre outros. Usufruindo desta localização privilegiada e de todo o know-how do reconhecido grupo Macdonald, o Macdonald Monchique Resort & SPA apresenta três novos pacotes promocionais de golfe: Silver, Gold e Platinum.
O pacote Golf Silver é perfeito para os iniciantes na modalidade no Algarve, pois dá a oportunidade de conhecer os campos da região, desde o campo amigo do ambiente em Lagos, ao mais clássico em Portimão. Já o pacote Golf Gold é ideal para quem quer jogar em campos de classe mundial, inclusive premiados internacionalmente, e, ao mesmo tempo, desfrutar de paisagens deslumbrantes. Por último, o pacote Golf Platinum, o mais exclusivo, oferece uma experiência nos mais conceituados campos de golfe da região, desde o campo desenhado por Sir Nick Faldo, ao campo de 18 buracos mais antigo do Algarve.
Os pacotes Silver, Gold e Platinum estão disponíveis para estadias de três, quatro ou sete noites, sendo que os hóspedes que optarem pelas estadias mais curtas terão oportunidade de jogar três voltas de golfe, enquanto os que ficarem sete noites podem jogar cinco. No mês de lançamento dos pacotes de Golfe, o Macdonald Monchique Resort & SPA vai organizar um conjunto de eventos relacionados com o golfe, entre os quais uma clínica de golfe exclusiva com um profissional, assim como a oportunidade de aperfeiçoar o swing no driving range temporário no resort. Haverá ainda uma loja pop-up inteiramente dedicado ao golfe.
Os três pacotes disponíveis incluem alojamento numa elegante e sofisticada suite e pequeno-almoço, total acesso ao ginásio e aulas de grupo como stretching, cross training, fitball, body fit, Pilates, aqua fit e Zumba. Os hóspedes podem ainda relaxar no Sensorial SPA, que oferece uma variedade de tratamentos com a chancela da marca internacional de luxo ESPA, bem como tratamentos da marca Monchique Cosmétics. Além de sete salas de tratamento, o spa inclui Rock Sauna, Duches Sensoriais e Aroma Groto, concebidos para homenagear as matérias-primas da região. Para os também fãs de boa gastronomia, o Resort oferece quatro restaurantes (Mon Chic, A Pesticaria, Pizzaria da Serra e Mercado Culinário), três bares (Mezzanine, Cascata e Água Pool Bar) e um mercado (A Mercearia), que utilizam maioritariamente ingredientes da região e da cozinha portuguesa.

Promover a marca «Albufeira» junto do mercado francês foi o grande objetivo que norteou a presença de Albufeira no IFTM. O maior salão de França dedicado à indústria turística realizou-se entre os dias 23 e 26 de setembro e levou até à capital francesa uma delegação que juntou mais de 20 empresas locais, tendo resultado de uma parceria entre a Câmara Municipal de Albufeira e a APAL- Agência de Promoção de Albufeira.
A comitiva contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Albufeira, Carlos Silva e Sousa, assim como dos vice-presidentes da APAL, Vitor Vieira, Honório Teixeira e António Xufre. No IFTM participaram diversas instituições e personalidades ligadas ao Turismo, entre as quais a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, e o presidente da Região de Turismo do Algarve, Desidério Silva. Paralelamente à participação no referido certame, o autarca desenvolveu uma agenda de contatos complementares com vista a aproximar Albufeira deste mercado, aproveitando a ligação existente com os portugueses e luso-descendentes que assumem um papel de importância crescente na sociedade francesa, e que procuram cada vez mais reforçar os elos de ligação ao nosso país.
Nesse sentido, Carlos Silva e Sousa reuniu com o Embaixador de Portugal em França, José Filipe Morais Cabral, num encontro em que se falou do crescente interesse turístico deste mercado, assim como das diversas oportunidades aqui existentes. A reunião contou ainda com a presença do delegado da AICEP - Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal - em Paris, Rui Paulo Almas. Um dos pontos mais importantes da agenda concretizou-se numa reunião com responsáveis da associação CIVICA, uma delegação chefiada por Paulo Marques, autarca das Relações Internacionais em Aulnay-sous-Bois que desempenha ainda funções enquanto Conselheiro Territorial Metropole Paris Terres d’Envol e presidente do Conselho das Comunidades Portuguesas de França. A associação desenvolve um importante trabalho junto dos decisores públicos de origem portuguesa em França, que são atualmente cerca de quatro mil eleitos e foram mais de 10 mil candidatos às últimas eleições autárquicas neste país. O encontro decorreu na cidade de Aulnay-sous-Bois que, com mais de 80 mil habitantes, é a sétima mais populosa da grande Paris.
Ainda no que diz respeito a encontros bilaterais, destaque para a reunião tida com representantes da ACTIVA, chefiados pelo presidente Hermano Sanches Ruivo, vereador executivo com o pelouro dos Assuntos Europeus, conselheiro da Câmara Municipal de Paris e luso-descendente, Hermano Sanches Ruivo da Silva, e com responsáveis pela Rede ACTIVA-Groupe d`Amitié France Portugal, que integra diversos autarcas e responsáveis políticos com ligações a Portugal. A associação promove a aproximação entre representantes franceses e portugueses, a fim de criar uma dinâmica de cooperação e parceria entre estes dois Estados e as suas estruturas institucionais diferentes, com particular ênfase na promoção da língua e da cultura portuguesa em França e vice-versa, contando na sua estrutura com diversos autarcas, presidentes de câmara, conselheiros municipais ou regionais.
De acordo com Carlos Silva e Sousa, estes três dias representaram uma “forte aposta do município de Albufeira, concretizada numa parceria entre APAL e Câmara Municipal, com vista a reforçar a presença do destino «Albufeira» num mercado que é já o sexto mais importante ao nível da região, mas que tem vindo a crescer como nenhum outro, não só na vertente de turismo, como também naquilo que diz respeito ao investimento empresarial”. O autarca destacou a grande disponibilidade da comunidade lusa e luso-descendente em colaborar com Albufeira para abrir novas portas que permitam mais negócio, mas também um incremento de relações a nível social, em áreas como a Juventude, o Desporto, a Educação ou o Apoio Social, e que tenham impacto positivo junto das populações, considerando a importância crescente que os portugueses têm vindo a assumir na sociedade francesa. “Irá ser criada uma agenda de trabalho e vamos com certeza aproveitar toda a disponibilidade que encontrámos em nos acolher e em trabalhar em parceria, sempre tendo em vista a criação de oportunidades a nível económico, mas também procurando encontrar pontos de contato que permitam fortalecer os laços existentes entre estas comunidades”, finalizou o presidente da Câmara Municipal de Albufeira.

O Município de Alcoutim vai delegar na Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) competências em matéria de mobilidade e serviços públicos de transporte de passageiros municipais. A minuta do contrato interadministrativo de delegação de competências foi aprovada em reunião do executivo municipal do passado dia 21 de setembro.
O contrato em causa abrange a definição dos objetivos estratégicos do sistema de mobilidade, planeamento, organização, operação, atribuição, fiscalização, investimento, financiamento, divulgação e desenvolvimento do serviço público de transporte de passageiros. Este documento resultou de um documento base e de uma estratégia regional no âmbito da mobilidade aprovada em sede da AMAL no passado dia 25 de julho. O objetivo é a aproximação das decisões aos cidadãos, a promoção da coesão territorial, o reforço da solidariedade intermunicipal, a melhoria da qualidade dos serviços prestados às populações e a racionalização dos modos, meios dos recursos disponíveis, mediante uma gestão eficiente, eficaz, sustentável e socialmente útil do serviço público de transporte de passageiros que servem os utentes no território da AMAL.
As partes consideram que, através da celebração de um contrato de delegação de competências, se promoverá uma maior eficiência e gestão sustentável do serviço público de transporte de passageiros, bem como a universalidade do acesso e a qualidade dos serviços, a coesão económica, social e territorial, o desenvolvimento equilibrado do setor dos transportes e a articulação intermodal. Recorde-se que o novo Regime Jurídico de Serviço de Transporte de Passageiros (RJSPTP), aprovado pela Lei nº 52/2015, de 9 de junho, providencia um enquadramento para a delegação de competências, que até agora estavam centralizadas no Instituto da Mobilidade e Transportes, para as comunidades intermunicipais e municípios. Nos termos do RJSPTP, os municípios passaram a ser as autoridades de transportes competentes quanto aos serviços públicos de transporte de passageiros de âmbito municipal, enquanto que a AMAL passou a ser a autoridade de transportes competente quanto aos serviços públicos de transporte de passageiros intermunicipais que se desenvolvam, integral ou maioritariamente, na sua respetiva área geográfica.
Esta delegação, que diz respeito aos transportes públicos de passageiros que atualmente se desenvolvem exclusivamente dentro de cada um dos municípios do Algarve, permitirá à AMAL assumir um lugar cimeiro no que concerne a constituição formal enquanto autoridade de transportes de nível intermunicipal. Importa assegurar a continuidade e evitar roturas na prestação do serviço público de transporte de passageiros às populações, sem prejuízo da necessidade de se procurar continuamente promover uma maior eficiência da sua gestão e exploração.

As comemorações do Dia Mundial do Turismo em Portimão são marcadas pela inauguração do Hotel Pestana Algarve Race pelo primeiro-ministro de Portugal, António Costa. A cerimónia agendada para o próximo dia 27 de setembro, a partir das 17h30, tem um significado especial porque há mais de 48 anos que não era inaugurado um hotel de 5 estrelas em Portimão. Localizado no Autódromo Internacional do Algarve, o Pestana Algarve Race Hotel & Resort conta com um hotel de 75 quartos, possuindo também dois bares, um restaurante, piscinas ao ar livre e Magic Spa com piscina interior aquecida, sauna, banho turco e massagens.
No âmbito das comemorações do Dia Mundial do Turismo, também a Associação Turismo de Portimão promove algumas iniciativas alusivas ao turismo no concelho, que pretendem sublinhar a importância desta atividade para a dinamização económica local. A partir das 9h30, no Posto de Turismo de Portimão, de forma a dar as boas vindas aos turistas, haverá uma pequena mostra de produtos regionais, onde os turistas terão a oportunidade degustar licores e doces regionais. Seguem-se, às 10h30, e até às 13h, e das 14h30 às 17h, visitas guiadas gratuitas pelo centro histórico da cidade, que têm o ponto de encontro no Posto de Turismo de Portimão, situado no edifício do TEMPO – Teatro Municipal de Portimão. Os interessados em participar, deverão fazer a inscrição através do contacto 282402 487 ou do email info@visitportimao.com.
Para além destas iniciativas, alguns membros da Associação de Turismo de Portimão associaram-se também às comemorações do Dia Mundial do Turismo. Assim, no dia 27 de setembro, todos os utilizadores dos serviços de táxis das empresas associadas da ATP, serão agraciados com a entrega de brindes. Para os que gostam de emoção e adrenalina, o Autódromo Internacional do Algarve oferece preços especiais para uma aventura em pista (Hot Lap - Primeiro contacto com a pista para duas voltas alucinantes à pendura de um dos nossos pilotos profissionais. Valor Especial 25€), ou para uma aventura com amigos numa partida de Karts 25 por cento de desconto em todos os alugueres individuais de Karts acima dos 5 minutos).

No dia 3 de outubro, pelas 14h, o Espaço Multiusos de Albufeira recebe «No Cantinho à Lareira», uma criação do grupo Ao Luar Teatro, que vem a Albufeira participar nas celebrações do Dia Internacional do Idoso.
A peça conta a história de Ti Firmino e Ti Rita, um casal simpático que nunca teve filhos, mas que viveu sempre rodeado de crianças, sendo por isso considerados os avós da aldeia inteira. Entre as guloseimas, as travessuras, as brincadeiras e as coisas sérias da vida o tempo vai avançando. Um bocadinho mais esquecidos, um pouco mais surdos, com menos paciência... Mas quando toca a contar uma história Ti Firmino e Ti Rita estão lá, no cantinho à lareira, e com uma história prontinha na ponta da língua. Um despique de contos da obra de Francisco Xavier Ataíde Oliveira.
Criado em 2010, o Ao Luar Teatro é um grupo profissional, sedeado na antiga escola primária das Sarnadas, aldeia da freguesia de Alte, e tem por objetivo promover o teatro e ainda divulgar o património cultural e material. O evento, organizado pelo Grupo de Trabalho de Idosos de Albufeira, pretende assinalar as comemorações do Dia Internacional do Idoso, a 1 de outubro, que têm como objetivo homenagear esta faixa etária e sensibilizar a população para a importância da mudança de atitudes para com os idosos.
O Grupo de Trabalho de Idosos de Albufeira é constituído por diversas entidades, nomeadamente a Câmara Municipal de Albufeira, ARS Algarve, Centro de Saúde de Albufeira, AHSA, APAV, Banco de Tempo de Albufeira, Centro Paroquial de Paderne, Conferência São Vicente de Paulo de Albufeira, Cruz Vermelha Portuguesa, Fundação António Silva Leal, GNR, Segurança Social, Nuclegarve e Santa Casa da Misericórdia de Albufeira. O Grupo funciona no âmbito da Rede Social do concelho e tem como intuito promover a imagem da terceira idade. Através desta parceria, as diferentes entidades assumem o compromisso de trabalhar em conjunto na procura de soluções para as problemáticas sociais do concelho. 

As Jornadas Europeias do Património encerraram com chave de ouro este domingo, dia 25 de setembro, com a apresentação pública das duas novas designações toponímicas do concelho - a Rua Maria Bárbara Louro e a Rua Jaime R. Passos Pinto. Foi com muita emoção e orgulho que os descendentes de Maria Bárbara Louro e de Jaime Passos Pinto marcaram presença nas cerimónias e, ao gesto de homenagem por parte do município, associaram-se momentos muito especiais de reencontro, por parte de familiares distantes há vários anos, muitos até que nunca se haviam conhecido.
Maria Bárbara Louro, ainda hoje recordada como a «madrinha» do povo, foi uma benemérita que conquistou um lugar muito especial no coração dos são-brasenses. Nasceu em 1863 e casou com João Viegas Louro, um industrial corticeiro que deixou um importante legado neste setor e que desempenhou o cargo de Presidente da Câmara. O casal era proprietário do edifício que hoje acolhe a Hospedaria São Brás e da fábrica de cortiça que existia onde hoje está implantado o Parque da Vila.
Num dia em que se reuniram muitos netos e primos, a família recordou esta mulher de postura nobre “como uma pessoa boa”. “Este é um momento de grande emoção para a nossa família. Não cheguei a conhecer a minha avó, mas ela foi sempre uma pessoa presente na minha realidade, nas histórias que me contavam. Hoje, estamos todos realmente muito felizes”, declarou Cristina Louro, neta da homenageada. O seu nome foi atribuído à rua que liga a Rua Dr. José Dias Sancho à Rotunda do Barro, na Circular Norte.
Com uma forte ligação à vida cultural do concelho, o ilustre são-brasense Jaime Rodrigues Passos Pinto recebeu também uma reconhecida distinção na toponímia concelhia. Nascido em 1904 em São Brás de Alportel, Jaime Passos Pinto sempre esteve ligado ao cinema, uma paixão que lhe foi transmitida pelo avô, responsável pela projeção de filmes no concelho, no início do século XIX. Sempre ambicioso pela sua terra, Jaime idealizou uma sala de espetáculos para a comunidade são-brasense, por considerar essencial o acesso às artes e à cultura.
O sonho tornou-se realidade quando se reuniu com um grupo de amigos para empreender a grande obra de construção de um cinema. Em 1952, o Cineteatro São Brás abriu portas ao público pela primeira vez com a exibição do filme português «Duas Causas», onde era protagonista a atriz são-brasense Mariana Villar. “Foi um homem essencialmente ligado à cultura, um homem que sonhou algo em grande para os são-brasenses e, desse sonho nasceu a sala de espetáculos do Cineteatro. Talvez por isso tenhamos tantos familiares ligados às artes, penso que estes interesses ficaram nos genes da família. Este gesto é um grande orgulho para nós e agradecemos muito por este dia acontecer”, referiu Maria Eugénia Narra, neta do homenageado. A Rua Jaime R. Passos Pinto é a artéria que liga a Rua João Rosa Beatriz à Estrada da Calçada, espaço onde irá nascer o Parque de Autocaravanismo do concelho.

No âmbito das comemorações do Dia Mundial da Música, o programa «Música nas Igrejas» apresenta, no dia 1 de outubro, na Igreja da Misericórdia, pelas 18h, um concerto de piano pelo maestro António Victorino d’Almeida. Figura de grande destaque no panorama musical, o compositor, maestro, pianista e escritor português nasceu, no dia 21 de maio de 1940, em Lisboa.
Começou, desde muito cedo, a aprender música. Aos cinco anos compôs a sua primeira obra, mas, apesar de ter sido considerado menino-prodígio, teve uma infância normal. Aos sete anos deu o primeiro recital, interpretando obras de Mozart e Beethoven e duas peças de sua autoria. O Século Ilustrado, chamando-lhe «Antonito», considerou “maravilhoso o seu poder de interpretação”.
Terminou, com 19 valores, o Curso Superior de Piano do Conservatório Nacional de Lisboa, onde foi aluno de Campos Coelho. Depois, graças a uma bolsa do Instituto da Alta Cultura foi para Viena, onde se licenciou em composição, com a mais alta classificação conferida pela Escola Superior de Música daquela cidade. O júri foi unânime naquela classificação. Recebeu o prémio especial do Ministério da Cultura da Áustria por ter sido o melhor aluno finalista de cada ano. Fixou residência em Viena, onde viveu durante duas décadas, fazendo visitas regulares a Portugal. Durante sete anos desempenhou o cargo de Adido Cultural da Embaixada de Portugal em Viena, tendo recebido duas das mais importantes condecorações atribuídas pela Presidência da República da Áustria.
Tem trabalhado em rádio e televisão e como ator em filmes e séries televisivas. Foi também membro do júri nos Concursos Vianna da Motta, em Lisboa e no Concurso Tchaikovsky, em Moscovo. Foi, ainda, presidente do Sindicato dos Músicos. Além de concertista, Victorino d’Almeida é um prolífico compositor, sendo, sem dúvida, um dos compositores portugueses que mais obra produziu, abrangendo os mais variados géneros musicais, como a música a solo, para piano e outros instrumentos, música de câmara, sinfónica e coral, incluindo ópera, fado e muita música para cinema e teatro. Embora não se considere um maestro de raiz, já dirigiu praticamente todas as orquestras portuguesas e também algumas importantes orquestras estrangeiras.
António Victorino d' Almeida é uma referência de que os portugueses se orgulham. Sendo um comunicador nato, consegue cativar todo o tipo de públicos, com a sua simpatia e a inteligência das suas palavras. Cultiva alguma excentricidade, visível na bengala e nos cabelos em desalinho, traços que sublinham o seu espírito crítico, por vezes, desconcertante.
Aquele que é considerado um dos maiores comunicadores do país, speaker da Volta a Portugal durante anos, jornalista, escritor, investigador e assessor de imprensa, Neto Gomes, celebra, em 2016, 50 anos de ligação à comunicação. Para assinalar esta data, colegas, amigos, família, autarcas da região, representantes desportivos juntaram-se para organizar uma festa de homenagem a este algarvio nascido em Vila Real de Santo António, mas que reside em Loulé há várias décadas.
Este momento que pretende ser um reconhecimento do Homem, da sua obra e do contributo para o Algarve, terá lugar dia 14 de outubro, sexta-feira, no Pavilhão do NERA, a partir das 19h30, com um jantar cujas receitas reverterão a favor da Associação Existir. O presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo, o vice-presidente, Hugo Nunes, e o vereador Pedro Oliveira irão integrar a Comissão de Honra desta homenagem, que integra cerca de 30 personalidades algarvias e não só, de várias áreas.
Neto Gomes nasceu em Vila Real de Santo António, a 27 de outubro de 1944, e reside há vários anos em Loulé, a sua terra adotiva. Embora tivesse exercido várias atividades ligadas ao sector do turismo e do desporto, e desempenhado funções em várias entidades públicas, é a ligação à escrita, e em particular ao jornalismo, que serve de elo condutor e de rede de toda a sua vida profissional. Várias vezes enviado especial ao estrangeiro – Hungria, Alemanha, Jugoslávia, Espanha, Holanda, Bélgica, Cabo Verde, Marrocos e França, entre outros países -, ao serviço de diversas publicações de âmbito nacional e regional, mantém uma forte e afetiva ligação ao Jornal do Algarve, que em todos os momentos chama o «seu» jornal, e também à Voz de Loulé.
Marcou uma época, ainda hoje inigualável, como speaker da Volta a Portugal em Bicicleta. O seu segundo trabalho literário, denominado «Bancadas Vazias», foi fruto de uma das mais antigas e duradouras crónicas apresentadas na antiga RDP Algarve, com o mesmo nome, constituindo uma referência na programação da emissão regional da estação pública. Apresentou por diversas vezes comunicações em Congressos do Turismo e do Algarve, assim como em eventos da Federação Portuguesa de Futebol e no 75.º aniversário da Junta Autónoma de Estradas.
Foi orador em várias conferências na Universidade do Algarve, INUAF – Instituto Dom Afonso III (Loulé), em escolas, clubes, associações e agremiações culturais, relacionadas com várias temáticas: turismo, desporto, 25 de abril, liberdade de imprensa, língua portuguesa, prevenção rodoviária e toxicodependência, entre outras. Foi presidente do GEA – Grupo de Estudos Algarvios, com sede em Lagos, da AJAID – Associação dos Jornalistas Algarvios da Imprensa Desportiva e foi diretor do CNID – Clube Nacional da Imprensa Desportiva. Foi chefe do Gabinete de Imprensa das Câmaras Municipais de Lagoa, Loulé e Vila Real de Santo António e, durante vários anos, representante regional da Prevenção Rodoviária Portuguesa e secretário da Comissão Distrital de Segurança Rodoviária no Governo Civil de Faro.
A energia inesgotável que continua a demonstrar, numa vontade indómita de realização (qual imagem de marca), torna Neto Gomes numa referência do quadro atual das letras algarvias e contribui decisivamente para o seu precioso legado literário, de considerável interesse para as gerações vindouras, cujo testemunho são as suas mais recentes obras: «Governo Civil de Faro, 175 anos de História», «Hospital de Faro – 30 Anos de História, Uma Vida de Afectos», «A República no Algarve - 100 Anos de República, 100 Personalidades», obra realizada em parceria com o Professor Rosa Mendes, «Vencendo a Estrada Tendo Loulé Como Bandeira», e, já em 2016, «César Correia - O Árbitro Um Ser Humano», com prefácio do Professor Marcelo Rebelo de Sousa, atual Presidente da República. 

A Câmara Municipal de Albufeira celebra o Dia Mundial do Turismo, a 27 de setembro, com a inauguração da escultura «Homenagem ao Turista», da autoria de Teresa Paulino. A cerimónia está marcada para as 17h, no miradouro do Pau da Bandeira – uma das zonas mais visitadas e fotografadas do concelho – onde é possível desfrutar de uma paisagem deslumbrante sobre a praia dos Pescadores que, a partir de agora, terá como «primeiros anfitriões» uma família de turistas sorridente e feliz, convidando quem chega a partir à descoberta de novas experiências e emoções. A escultura é da autoria de Teresa Paulino, artista conhecida entre outras obras pela escultura «Os Observadores» (Aeroporto de Faro), «A Vendedora do Mercado» (Loulé) e, em Albufeira, pelo «Músico da Banda de Paderne» e «A Família de Pescadores», na Praça dos Pescadores, no centro da cidade.
À semelhança do que tem vindo a acontecer em edições anteriores, a Autarquia de Albufeira voltou a associar-se às empresas EVA Transportes, Douro Acima, Turistrem e Albucoop, oferecendo a residentes e turistas a possibilidade de visitarem a cidade utilizando os transportes sem pagar bilhete: no Giro, durante todo o dia, e nos autocarros City Sightseeing, entre as 9h e as 13h. No mesmo horário, as crianças até aos 11 anos podem viajar gratuitamente no Comboio Turístico. A Cooperativa de Táxis de Albufeira juntou-se à iniciativa através da distribuição de brindes para quem escolher o táxi como meio de transporte. Quem quiser conhecer um pouco mais da História do concelho pode visitar o Museu Municipal de Arqueologia, na zona antiga da cidade, sendo as entradas gratuitas.  

A Câmara Municipal de Castro Marim está a executar dois projetos de criação de ciclovias, com a finalidade de ligar a vila de Castro Marim a Altura e a Vila Real de St. António. A criação de novas infraestruturas cicláveis pretende interligar-se às políticas desportivas e culturais e de desenvolvimento do concelho de Castro Marim, numa perspetiva de valorização do património natural, mas também do cultural e edificado.
As futuras vias cicláveis localizar-se-ão EN 122 – Troço Castro Marim/Vila Real de St. António e na EN 125 – 6, a via de acesso à freguesia de Altura e ao IC27. No primeiro troço, prevê-se uma intervenção de cerca de três quilómetros, que permitirá, além do acesso Vila Real de St. António – Monte Gordo – Castro Marim, o acesso ao interior da Reserva do Sapal. Neste caso, a ideia é implantar uma ciclovia lateral à via, sobre uma da plataforma já existente na direção poente, criada pela empresa Águas do Algarve, aquando da implantação do Sistema Intercetor de Águas Residuais de Castro Marim.
O troço respeitante à EN 125-6 deverá ter uma extensão de cerca de cinco quilómetros e a sua criação está integrada no projeto de valorização da rodovia, nomeadamente no alargamento e repavimentação, na melhoria da drenagem e na inserção de uma rotunda onde agora existe um cruzamento, que dá acesso às praias do concelho. “Grande parte do nosso turismo é sénior, um tipo de público que aprecia a natureza, gosta de andar de bicicleta e de sair do conceito turístico de sol e praia, por isso temos de alargar a oferta, aproveitando outros recursos do concelho, como é o caso da Reserva Natural do Sapal”, garante o presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Francisco Amaral, empenhado numa aposta turística mais diversificada.
Além destas duas ciclovias, vão iniciar-se outros projetos que ligarão a vila de Castro Marim à Reserva Natural do Sapal, a Monte Francisco e à Junqueira. 


«O Virar da Página» é um documentário fotográfico produzido em Portugal, sobre a transformação de pessoas que sofreram de crimes violentos. Entre setembro de 2014 e abril de 2015 foram fotografadas e entrevistadas cerca de 30 pessoas que sofreram crimes de violência doméstica, tráfico humano, stalking e outras ainda que ficaram traumatizadas pelo assassinato de alguém que lhes era próximo.
“Lutando contra a sua própria vergonha, medo e vulnerabilidade, pediram ajuda à APAV e aceitaram agora expor as suas histórias pessoais, com o principal objetivo de alertar a sociedade para o fenómeno da violência e encorajar todos aqueles que são vítimas a reagirem à situação e a procurarem apoio”, revela José Sarmento Matos, para quem contar estas histórias foi a oportunidade de mostrar “a que ponto estas pessoas são corajosas, enfrentando uma realidade tão pesada e tão difícil e como ainda têm força para ultrapassar situações que, por vezes, parece não terem saída”. O projeto tem por objetivo abordar não apenas a violência que estas mulheres e homens sofreram, mas essencialmente mostrar como é que as pessoas lidam com os traumas do passado e como convivem no presente com essas vivências traumáticas.
Para ver na Biblioteca Municipal Lídia Jorge – segundas-feiras e sábados, entre as 10h e as 18h, e de terça a sexta-feira, das 9h30 às 19h15. Encerra aos domingos e feriados. 

Tavira continua a promover a riqueza da gastronomia local e, após a realização dos Festivais de Gastronomia Serrana e do Mar, a segue-se o Festival de Petiscos, de 1 a 30 de outubro. Um mês que volta a apelar à convivialidade, num ambiente caraterístico do estilo de vida mediterrânico. Os apreciadores da boa mesa terão a oportunidade de saborear os petiscos locais e os vinhos regionais num dos 12 estabelecimentos aderentes:

Cabanas
- Barca da Moura
- Finalmente
 Tavira
- Álvaro de Campos
- Gilão Restaurante
- Cais da Ponte
- Solar dos Petiscos
- Bistro Almirante
- Mira
- Séqua- sabores mediterrânicos e oficina de música

Santa Catarina da Fonte do Bispo:
- O Constantino
- O Monte Velho

Santa Luzia:
- Maré Alta

Choco, polvo, camarão, berbigão, mexilhão, amêijoa, muxama, sardinha, cavala, frango, javali, orelha de porco, assim como queijo fresco, mel e fruta da época são alguns dos ingredientes que integram as diferentes ementas. Neste Festival, os comensais terão a oportunidade de escolher entre o petisco da casa e a inovação.
Ricardo Santos recebe de José Correia o prémio de campeão nacional de 2016
Ricardo Santos conquistou, no dia 23 de setembro, o seu segundo título de campeão nacional, repetindo o sucesso de 2011 em Ribagolfe. O algarvio de 34 anos derrotou no primeiro buraco de play-off o seu amigo e rival Tiago Cruz, da mesma idade, desforrando-se da «morte súbita» com que tinha perdido o título, frente a este mesmo adversário, em 2014, em Lagos.
O Solverde Campeonato Nacional PGA foi sancionado pela Federação Portuguesa de Golfe e foi organizado pela PGA de Portugal pelo segundo ano seguido no Oporto Golf Club, em Espinho, distribuindo 12 mil e 800 euros em prémios monetários. Para além de Ricardo Santos, foram ainda coroados dois outros campeões nacionais: Susana Ribeiro e Joaquim Sequeira revalidaram os títulos feminino e de seniores, mas há que salientar que a melhor jogadora do torneio foi Leonor Bessa. Simplesmente, por ser ainda amadora, não pode deter o estatuto de campeã de profissionais.  

Os cruzamentos da «Panificadora» e do «Mercado» vão ser transformados em rotundas, com estes dois pontos críticos do trânsito na cidade de Portimão a serem alvo de uma intervenção da autarquia local. A empreitada já foi aprovada em reunião de câmara, prevendo-se um investimento superior a 200 mil euros.
A construção da rotunda no cruzamento da Avenida São João de Deus com a Avenida Francisco Sá Carneiro permitirá que o trânsito passe a circular nos dois sentidos em toda a extensão daquela avenida, nomeadamente desde da V6 até à Alameda da República, consolidando-se uma nova entrada para o centro da cidade. No cruzamento da «Panificadora», o acesso à Caldeira do Moinho será igualmente beneficiado já a pensar na futura Gare Rodoviária. A empreitada para a construção das duas novas rotundas tem uma duração prevista, após adjudicação, de seis meses. 
Miguel Teixeira Bastos, João Carlota, Nélio Marques e José Ribeiro Silva, vencedores do Mateus Rosé Pro-Am

João Carlota venceu, no dia 25 de setembro, o 2.º Mateus Rosé Pro-Am, que concluiu o programa oficial do Solverde Campeonato Nacional PGA. Sancionado pela Federação Portuguesa de Golfe e organizado pela PGA de Portugal pelo segundo ano seguido no Oporto Golf Club, em Espinho, o Campeonato Nacional distribuiu 12 mil e 800 euros em prémios monetários.
João Carlota, que no ano passado foi vice-campeão nacional, empatado com Ricardo Melo Gouveia, teve um pouco de consolação no Pro-Am, num dia em que fez seis birdies, uma vez que no torneio principal, que terminou no dia 24 de setembro, foi 6.º classificado (-6). O Mateus Rosé Pro-Am foi extremamente concorrido, entre 23 equipas de quatro jogadores (um profissional e três amadores), disputou-se no sistema de «stableford net», ¾ de handicap, 2 ball / better ball, começou com cerca de uma hora de atraso devido ao nevoeiro e alguma cacimba, mas depois o sol brilhou com força.
João Carlota integrou a equipa da Seara e emparceirou com Miguel Teixeira Bastos (que venceu o concurso da bola mais perto da bandeira), José Ribeiro Silva (que discursou em nome da equipa) e Nélio Marques, tendo somado 85 pontos. O profissional do Team Portugal deixou no 2.º lugar, a quatro pontos de distância, a formação da Sogrape, constituída por Filipe Lima, Manuel Guedes, Tomaz Álvares Ribeiro e Guterre Montenegro.
O dia dedicado à confraternização entre amadores e profissionais foi ainda enriquecido pela realização da cerimónia de entrega de prémios dos quatro torneios que estiveram esta semana em competição em Espinho. A mensagem mais relevante dos discursos veio por parte da Solverde e da Câmara Municipal de Espinho, que renovaram o seu apoio ao torneio para 2017, pelo que, para o ano, o Oporto Golf Club irá acolher de novo o Solverde Campeonato Nacional PGA.  

Castro Marim viu arrancar recentemente mais um programa inovador a nível nacional de prevenção e combate à obesidade, com os custos suportados pela autarquia local, somando-se assim a outros semelhantes de combate ao tabagismo, de prevenção contra enfartes e de cuidados com a pele. Programas que, regra geral, têm sido pautados por elevadas taxas de sucesso e que já são uma marca registada de Francisco Amaral, o autarca há mais anos em atividade em Portugal e que nunca colocou de lado a sua faceta de médico, primeiro ao serviço da população de Alcoutim e agora dos castro-marinenses.

Texto: Daniel Pina | Fotografia: Daniel Pina

Acabadinho de sair de mais uma reunião de câmara, e porque o tempo é escasso na vida bastante agitada de Francisco Amaral, quisemos aproveitar o recente lançamento de uma campanha de combate à obesidade para fazer um balanço de outros programas semelhantes dinamizados pela autarquia de Castro Marim nos últimos três anos. Programas que não são baratos, uma vez que a câmara municipal assume a totalidade das despesas, e cujo peso ainda é mais significativo sabendo-se que não estamos a falar de orçamentos de centenas de milhões de euros como acontece noutros concelhos de maior poderio económico. “A saúde é algo que afeta determinantemente a vida das pessoas e, infelizmente, o Estado não dá uma resposta útil em muitas situações, chegando mesmo a demitir-se das suas funções nessa matéria. Em 1995, criei a primeira Unidade Móvel de Saúde do país – hoje, a maioria dos concelhos já possui uma – porque sempre considerei que a principal preocupação de um autarca deve ser o bem-estar dos seus cidadãos”, começa por dizer Francisco Amaral.
Outra inovação do médico de profissão foi a introdução de campanhas de vacinação contra a gripe, em 1995, em Alcoutim, algo que só há meia dúzia de anos foi replicado pelo governo a nível nacional, mas as carências continuam a ser muitas, contrastando com o facto científico de que a longevidade média dos humanos tem vindo a aumentar gradualmente. “Os portugueses vivem mais anos, mas é importante que tenham também mais qualidade de vida. Ora, em Portugal, morre-se por AVC’s, enfartes, cancros e acidentes. Os dois primeiros são doenças cárdio e cerebrovasculares e todos conhecemos os fatores de risco: hipertensão, diabetes, colesterol, tabagismo, sedentarismo, obesidade. A nossa UMS tem médico e enfermeiro permanentes e, se conseguirmos controlar esses fatores de risco, já é muito bom”, considera o edil.
A primeira campanha a ser introduzida por Francisco Amaral quando assumiu a presidência da Câmara Municipal de Castro Marim foi de luta contra o tabagismo, reflexo de “uma injustiça flagrante”, na opinião do edil, por entender que "o Estado explora a saúde e a algibeira dos fumadores durante vidas inteiras". “Quando, mais tarde, uma pessoa quer deixar de fumar, nenhum medicamento é comparticipado e as consultas de cessação tabágica são marcadas para daqui a quatro ou cinco meses. Se hoje temos vontade de deixar de fumar, será que isso ainda é verdade daqui a quatro ou cinco meses? Há uma série de fatores que levam a que as taxas de sucesso dessas consultas rondem os 20 por cento, seja em que parte de Portugal for”, frisa, acrescentando que, no caso concreto de Castro Marim, a taxa de sucesso anda na ordem dos 85 por cento. “Estou sempre disponível para atender as pessoas e tenho a grande vantagem do meu chefe de gabinete ser psicólogo e acompanhar-me nestas consultas. Depois, ninguém paga os medicamentos”, indica.
Acima de tudo, Francisco Amaral defende que se deve considerar, de uma vez por todas, o tabagismo como uma doença que mata, como uma toxicodependência semelhante ao consumo de cocaína ou heroína. “As pessoas olham para o tabaco como um hábito social, mas eu ponho as cartas todas em cima da mesa quando falo com os meus doentes. Explico tudo, que é uma doença para a vida toda, que uma pessoa pode deixar de fumar mas, se daqui a cinco, 10 ou 15 anos, colocar um cigarro na boca, volta tudo à estaca zero”, refere, garantindo que, com esta postura e frontalidade, não tem existido recaídas em quem participa no programa de corpo e alma. “Claro que há alguns que se armam em campeões e interrompem o tratamento a meio, e esses recaem. Já vamos em mais de 220 pessoas que deixaram de fumar, pelo que a iniciativa vale a pena e os ex-fumadores ganharam anos de vida, qualidade de vida e pouparam muito dinheiro. Bem-feitas as contas, os ex-fumadores de Castro Marim deixaram de gastar umas centenas de milhares de euros só nestes três anos”, enfatiza o médico. 

Passada a euforia dos meses quentes de Verão, em que centenas de milhares de turistas trouxeram um fulgor acrescido à economia local, os empresários algarvios, nomeadamente os que vivem do comércio, serviços e restauração, viram agora baterias para o longo Inverno que se avizinha e, sobretudo, para o gigante IKEA que abre portas em março de 2017. Por isso mesmo, estivemos à conversa com Álvaro Viegas, presidente da ACRAL, para perceber como está o comércio tradicional no Algarve e quais as melhores armas para fazer frente aos desafios que se colocam a este exigente setor.

Texto: Daniel Pina | Fotografia: Daniel Pina

A Direção da ACRAL – Associação do Comércio e Serviços da Região do Algarve esteve reunida com o Secretário de Estado Adjunto do Comércio para apresentar um memorando com ideias para a promoção e dinamização do comércio local e que poderão ser fundamentais para a capacitação e permanência no mercado do tecido empresarial algarvio, que é, como se sabe, maioritariamente constituído por Pequenas e Médias Empresas. Ao leme da associação está, desde março do corrente ano, Álvaro Viegas, que já tinha sido presidente da ACRAL entre 1999 e 2002, em defesa de cerca de três mil associados na área do comércio, serviços, restauração e, ultimamente, algumas atividades ligadas à agricultura e pescas, o que a torna na maior associação do Algarve e na segunda maior ao sul de Lisboa, apenas atrás da Associação de Comércio de Setúbal.
Com 17 funcionários em permanência, a ACRAL não se limita a organizar eventos de animação, desfiles de moda ou feiras de stock-out, como se possa imaginar à partida, precisamente por serem a faceta mais visível da entidade. “Temos vários departamentos, entre eles um de projetos e candidaturas, com três técnicos superiores a que podem recorrer, por exemplo, alguém que pretenda antecipar o seu subsídio de desemprego, uma vez que somos uma entidade acreditada pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional. Criamos a candidatura e o negócio e acompanhamos esse empresário nos primeiros dois anos de vida, por ser o período em que existe uma maior mortalidade de novas firmas”, revela Álvaro Viegas, falando também do Gabinete de Inserção Profissional, uma descentralização dos Centros de Emprego. “Se um empresário precisar de um trabalhador, pode-se dirigir à ACRAL e nós procuramos esse funcionário e colocamo-lo na empresa. Na situação inversa, recebemos esses pedidos de desempregados e conseguimos encontrar os postos de trabalho adequados aos seus perfis”.
A formação é outro serviço tradicional da ACRAL, assim como a fiscalidade e a assessoria jurídica, a que se somam o recém-criado Departamento de Higiene no Trabalho e Segurança Alimentar. Para além destes serviços, existe uma panóplia de parcerias com empresas de diversos ramos de atividade que proporcionam vários descontos aos sócios. “Depois, temos essa parte importante da animação, para conseguirmos que as nossas baixas comerciais tenham mais vida”, prossegue o dirigente, confirmando que, hoje, montar um negócio é um processo complexo e que não basta ter dinheiro, comprar uma loja e abrir portas para receber os clientes. “Criar uma empresa tornou-se relativamente fácil do ponto de vista jurídico-legal, o problema é saber que tipo de negócio é viável. É por isso que defendemos a criação do Balcão do Empreendedor, para ajudar o novo empresário a saber o que vender, como vender e onde vender, para além de o apoiar em todas as exigências legais que são necessárias cumprir antes de se abrir um estabelecimento comercial”.
Álvaro Viegas não tem dúvidas de que, nos tempos modernos, vender é uma verdadeira ciência e que não basta estar atrás do balcão à espera que os clientes entrem na loja. “Ou há dinamismo e uma alteração da própria mentalidade do empresário, ou o negócio está fadado ao insucesso. Não podemos continuar com os velhos horários de funcionamento das 9h às 13h e das 15h às 19h, face à concorrência das grandes superfícies com os seus horários alargados. Quem não perceber isso, morre”, garante o presidente da ACRAL, sem paninhos quentes. “Temos que nos adaptar às exigências do consumidor, e não o contrário. Dizia um político da nossa praça, e bem, que os portugueses, atualmente, não vão especificamente às compras. Vão dar uma volta e, durante o passeio, entram nos estabelecimentos comerciais se virem alguma coisa apetecível”, enfatiza.